Centro Emissor Ultramarino

O grande objetivo do Centro Emissor Ultramarino da Emissora Nacional, situado em Pegões, dentro do perímetro do Montijo e a trinta quilómetros de Vila Franca de Xira, era atingir em melhores condições técnicas as então colónias portuguesas e as comunidades de nacionais espalhados em alguns pontos do globo. Em setembro de 1966, Américo Tomás inauguraria quatro novos emissores de ondas curtas (Notícias de Portugal, 17 de setembro de 1966). O racional do Estado Novo era falar da verdade de Portugal em diversas línguas, numa altura em que as guerras em África tinham atingido um ponto complicado e as instâncias internacionais pressionavam o país a resolver o problema das colónias.

Observação: amigos (camaradas de tropa) lembraram-me que ontem passaram 47 anos que a nossa companhia do batalhão de caçadores 3856 regressou em avião de Angola e aterrou no aeroporto de Figo Maduro (obrigado Alberto Figueiredo e Carlos Simões).


OpenEdition sugere que esta publicação seja citada da seguinte forma:
Rogério Santos (9 de Dezembro de 2020). Centro Emissor Ultramarino. HISTÓRIA DA RÁDIO EM PORTUGAL. Recuperado em 24 de Julho de 2024 de https://doi.org/10.58079/t7r0


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search