Mário Contumélias

Mário Contumélias, muito antes de ser presidente do Sindicato dos Jornalistas, foi colaborador do semanário Musicalíssimo, dirigido por José Jorge Letria. Os textos de Contumélias misturavam informação com apreciável ironia fina, a valorizar os trabalhos. A 8 de junho de 1973, ele escreveu sobre discos pedidos.

Alguns dos programas tinham títulos bem conseguidos, como Peça-nos mas a Cantar ou Peça que não Maça. Mais à frente, o polemista escreveria qualquer coisa como os programas de discos pedidos colaborarem com público impreparado e dar-lhe tudo menos formação (cultura).

Não quero ser radical como Mário Contumélias mas compreendo o ambiente social e cultural de 1973. Já não compreendo o spot dos 84 anos de idade da rádio pública, promovido esta semana, apesar de gostar do tópico. Quando o Telefone Toca, com José Matos Maia, foi um programa da rádio comercial e não da rádio pública. Porquê a escolha?


Um comentário em “Mário Contumélias”

  1. Tenho 64 anos e lembro-me de ouvir na rádio o programa peça-nos mas a cantar.
    A minha mãe cantava muito bem e ia cantando junto.
    Belos tempos!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search